Nem os médicos acreditaram no que tinha dentro dessa unha encravada; Assista ao vídeo

0
Publicidade

As unhas encravadas são uma condição dolorosa em que a borda da unha cresce para dentro da pele circundante, causando desconforto, inchaço e, em alguns casos, infecção. Essa ocorrência é comum nos dedões dos pés e pode afetar pessoas de todas as idades. Neste artigo, vamos explorar termos-chave de saúde relacionados às unhas encravadas, focando em como prevenir, cuidar e tratar essa condição.

1. Causas e Contribuições: Várias razões podem levar ao desenvolvimento de unhas encravadas. Cortar as unhas de forma arredondada ou curvada, em vez de uma linha reta, pode aumentar o risco. O uso frequente de calçados apertados ou de bico estreito também pode pressionar os dedos e favorecer o encravamento.

Publicidade

2. Manutenção da Higiene: A higiene adequada dos pés é fundamental para evitar unhas encravadas. Lavar os pés diariamente com água morna e sabonete suave é importante, assim como secar bem a área, especialmente entre os dedos.

3. Corte Adequado: Ao cortar as unhas, procure manter um formato reto e evitar cortar as extremidades em curva. Evitar aparar as unhas muito curtas também é uma medida preventiva.

Publicidade

4. Escolha de Calçados: Usar calçados que se ajustem corretamente e não pressionem os dedos é crucial. Evite sapatos apertados que possam causar atrito nas unhas.

5. Tratamento Doméstico: Se você já está enfrentando uma unha encravada, mergulhar os pés em água morna e sal pode ajudar a aliviar a inflamação. No entanto, não tente manipular ou cortar a unha por conta própria, pois isso pode piorar a situação e levar a infecções.

Publicidade

6. Consulta Médica: Caso a unha encravada esteja causando dor intensa, vermelhidão, inchaço ou sinais de infecção, é essencial buscar atendimento médico. Um podólogo ou dermatologista poderá avaliar a situação e sugerir tratamentos apropriados.

7. Opções de Tratamento: Os tratamentos variam conforme a gravidade da unha encravada. Em casos mais leves, o uso de pomadas antibióticas e curativos podem ser eficazes. Casos mais sérios podem requerer procedimentos como a “avulsão parcial”, que remove parte da unha encravada. Em situações crônicas, uma opção é a remoção parcial da matriz da unha, impedindo o crescimento irregular.

Publicidade

8. Prevenção Contínua: Depois do tratamento, seguir as orientações médicas é crucial para evitar a recorrência. Adote uma rotina de higiene consistente, use calçados confortáveis e esteja atento aos sinais de unhas encravadas em estágios iniciais.

Unhas encravadas podem ser desconfortáveis, mas com cuidados adequados e intervenções oportunas, é possível aliviar os sintomas e evitar complicações. Lembre-se de que cada indivíduo é único, portanto, o aconselhamento profissional é sempre recomendado para abordar as necessidades específicas e garantir uma abordagem adequada para lidar com unhas encravadas.

Veja o vídeo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.